Fazedores de chuva

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Certas vezes você se indaga se esse é o caminho certo e porque muitos dos seus sonhos viraram mitos e se perderam na poeira da batalha do dia a dia.

Você se pergunta onde ficaram os ideais de sucesso que ao longo dos anos ficaram cada vez mais difusos e longínquos.

Outras vezes você acha que é isso mesmo, há perdas e ganhos e que ao final o legado é o aprendizado. Uma contabilidade nefasta que sempre deixa um resultado perverso.

Talvez para aprendermos que é necessário interpretar os números.

O caminho da vida é uma linha sinuosa.

Por um instante pense se você tivesse tomado uma outra direção em sua vida, em alguma dessas bifurcações que aparecem e é imperiosa uma decisão.

Será que as coisas estariam melhores? Tendemos a achar que sim.

Mas veja. Esse é o pensamento dos vencedores. Justamente aí que você pode ter a certeza que você é um campeão.

E você é.

Grandes fazedores, produtores, aqueles que realizam, que deixam sua marca, seu legado, que constroem algo de real valor, vivem com o pensamento da dúvida, do inconformismo, da busca, da inquietação.

Se você se indaga, se pergunta e se questiona a respeito do seu caminho, é porque você analisa seus feitos e os resultados face aos modelos, crenças e metas que habitam em seu pensamento.

Essa inquietação vem da distância entre o que você se propôs e o que está conseguindo. E quanto maior esta distância, maior a dúvida. E está justamente aí o preço da conquista: Conviver com a inquietação.

Há algo dentro de você que julga seus feitos e diz: “Está longe, amigo”. E você diz: “Sim, mas estou a caminho.” Esse algúem que julga é a somatória de suas crenças e valores. E esse que responde persistindo é sua vontade de potência. Sua alma de guerreiro.

Você tropeça, cai, você ganha e perde, você se esborracha, machuca, levanta e segue em frente. Algumas vezes você vai caminhar devagar, outras vai correr.

O que você não fará em hipótese alguma é parar.

As dúvidas são fruto da inquietação, do vetor para frente, do dínamo que faz de você um grande vencedor.

A conformidade é sinal de estagnação, de “está bom”. Porém o moto-contínuo da vida traz chacoalhões e você precisará da sua potência para se reerguer.

Portanto nem pense em parar. Não está bom e a melhor notícia é que nunca estará bom. E essa é maior beleza que encontrará ao descortinar os caminhos da vida. A beleza de ver em você a capacidade de lidar com o novo.

Não há maior vencedor do que você. Não há capacidade maior que a sua. Você tem tudo para conquistar o que se propôs.

Não é uma caminhada fácil. Mas você é capaz e chegará onde sempre sonhou.

Quantas e quantas vezes você se pegou pensando: “Olha só, isso que está acontecendo comigo agora, era um grande sonho que estou realizando” Mas veio de um jeito fácil? Não, não veio.

Portanto, muitos outros momentos destes estão por vir, acredite. Muitos.

Você é um campeão e uma campeã.

A vitória está nessa caminhada, no troféu está grifado seu nome e ele lhe será entregue. Você chegará lá porque não desiste. E buscará novas metas.

Ninguém, ninguém tem mais recursos que aqueles que você possui e que são os necessários para as suas conquistas. Nem financeiros, nem mentais, nem físicos. Em realidade, você está 100% aparelhado para fazer sua caminhada.

Só, não pare de acreditar no quanto Deus te deu de forças e de capacidade para se reerguer, para caminhar, persistir e continuar na busca daquilo que sonhou.

Somos agraciados e obrigado meu Deus pelas faculdades mentais e capacidade dada para buscar o que queremos.

Somos empreendedores.

Somos uma tribo, uma espécie de pessoas que produz.

Somos aqueles que fazem acontecer, fazedores de chuva. Criadores. Persistimos. Repensamos, mudamos de planos, tentamos coisas novas. Caimos e levantamos. Temos dúvidas. Algumas vezes sentimos até preguiça, outras nos sentimos solitários e outras estamos muito cansados.

Mas há uma fonte energética dentro da gente que nos enche de esperança e queremos mais.

Chame do que quiser. Mas esse “comichão” não é algo que todos têm.

Empreendedores gostam das segundas-feiras. Assim como gostam das sextas feiras.

“Vou retomar, vou descansar um pouco, vou retomar com tudo…vou descansar um pouco.. vou retomar.”

E assim você realiza. Muito.

Stavros Frangoulidis
Stavros Frangoulidis
Fundador e CEO da PaP Solutions ⚡ Vamos conectar também no Linkedin

Se você achou interessante, compartilhe :-)

Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Anúncio

Artigos recentes

Técnicas

Insistência

Anos 1960-1980 As vendas eram territoriais. Ou você vendia para aquelas casas, indústrias e armazéns da sua região designada ou não cobria a sua meta. Então tocar na campainha 100 vezes durante um mês era mandatório. Você vendia pela insistência. Anos 1980-2000 Entra em cena o telefone e os call centers, seja para vender para

Leia mais »
Técnicas

Treinamento de produto

Vamos separar claramente as duas fases da captação de clientes corporativos. PRIMEIRA: GERAÇÃO DE LEADS Nessa fase você aborda um mercado com potencial e faz uma oferta, seja para agendar uma reunião e apresentar soluções, seja um skype call para tratar das possibilidades de soluções para potenciais problemas do seu mercado. Nessa fase, de 0 a 10,

Leia mais »

AGENDAMENTO DE REUNIÕES QUALIFICADAS

SERVIÇOS DE PROSPECÇÃO CORPORATIVA

Dedique seu tempo onde ele te trará o maior retorno: Em uma sala de reuniões com os melhores potenciais clientes do seu mercado.