Geração de leads – Anúncios

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Geração de leads – Anúncios

Para manter a boca do funil sempre cheia, é necessário ativar os canais de geração de leads. Os dois grandes grupos são:

  • Prospecção: Você aborda potenciais clientes.
  • Anúncios: Potenciais clientes te procuram.

Nesse artigo vamos tratar de Anúncios.

Atualmente os melhores canais são o Google e o Facebook. Linkedin corre por fora.

Esses são canais onde você coloca dinheiro na frente e eles te entregam leads.

A principal característica desse tipo de canal é o volume de leads que geram. Entretanto são de baixa qualidade, ou seja baixa conversão, isso se comparado ao canal da prospecção.

O que você precisa para anunciar:

  • Montar as Campanhas: Landing Pages, públicos e anúncios
  • Monitorar suas métricas diariamente
  • Refazer campanhas

Não caia na ilusão que uma campanha vencedora irá se perpetuar. As campanhas que geram excelentes resultados, não duram mais do que 15 a 20 dias. Por isso é necessário remontá-las permanentemente.

Você sabe se uma campanha vai bem quando gera o volume de leads desejado, no custo máximo planejado e a conversão desses leads está no índice planejado.

Exemplo.

Metas de campanha:

  • Mês: Julho
  • Investimento: R$ 6.000,00
  • Leads a gerar: 60 (CPL – Custo Por Lead: R$ 100,00)
  • Conversão: 3 clientes (5% de conversão)
  • Ciclo de vendas: 50 dias
  • CAC (Custo de Aquisição de Clientes): R$ 2.000,00/cliente (6.000,00/3)

O que essas metas dizem: Que iremos investir R$ 6 mil em Julho em determinada mídia e que é esperado que 60 empresas interessadas nos procurem (leads) a um custo de R$ 100,00/lead (6.000/60) e que após 50 dias em média (contados da geração dos leads)  teremos 3 novos clientes, ou seja, converteremos 5% dos leads gerados em clientes efetivos.

Essas são as metas.

Agora vamos simular um resultado dessa campanha, passado o mês de Julho.

  • Mês: Julho
  • Investimento realizado: R$ 6.000,00
  • Leads gerados: 100 (CPL: R$ 60,00)
  • Conversão: 2 clientes (2% de conversão)
  • Ciclo de vendas: 70 dias
  • CAC (Custo de Aquisição de Clientes): R$ 3.000,00

Aqui ficamos acima da meta no volume de leads gerados (100 contra 60) mas ficamos abaixo na conversão de clientes (2 contra 3) e ainda o ciclo de vendas foi um pouco mais extenso (70 contra 50 dias).

Então repare que mesmo que o volume de leads tenha sido melhor a campanha ficou abaixo da meta e o CAC (Custo de Aquisição de Clientes) ficou acima (R$ 3.000 contra 2.000).

Então quando você ouve algo “Olha, essa campanha vai gerar 200 leads” tome muito cuidado. Leads não pagam contas, somente clientes o fazem.

A meta primária é o número de clientes novos adquiridos e o valor dos contratos.

Vamos tratar de prazos de retorno das mídias online.

É rápido. Você anuncia hoje e em uma semana começam a entrar os leads. Isso se você acertar o tripé Público-Oferta (texto)-Imagem, o que pode parecer um pouco difícil no começo pela enormidade de opções na hora de parametrizar as campanhas.

De toda forma, em um único dia bem trabalhado e com foco você coloca seus anúncios no ar e começa sua curva de aprendizado.

Pode levar entre 6 meses e um ano, até mais algumas vezes para você modelar o que funciona e o que não e começar a ser mais assertivo e rápido na hora de colocar suas campanhas para rodar.

Anunciar não deve ser uma atividade ocasional e sim entrar na sua agenda para valer e participar da sua rotina diária.

Atente que mencionei rotina diária. Anunciar nas plataformas digitais demanda uma gestão diária. Não é como anunciar em uma revista ou fazer folheteria, onde você publica e espera 10 dias. No Facebook você anuncia e monitora os resultados algumas horas depois, ininterruptamente.

Meça tudo. Pense em “maratona” e não “corrida de 100 metros”.

Ao final, tudo se resume no quanto o seu mercado valoriza sua oferta. Nenhuma campanha, mesmo que excepcionalmente executada e gerida, fará o mercado corporativo comprar algo de valor difuso ou até mesmo desnecessário.

Sua estratégia de oferta é fundamental nesse sentido. Ofereça algo que seja de baixa fricção, ou seja, pense em um produto de entrada que chame a atenção dos tomadores de decisão (action takers).

Os resultados no final das contas, são bons. Algumas vezes muito bons.

Stavros Frangoulidis
Stavros Frangoulidis
Fundador e CEO da PaP Solutions ⚙ Ajudo empresas a encontrar, se engajar e converter clientes por meio de capacitação (cursos) e serviços de prospecção (terceirização) ⚡ Vamos conectar também no Linkedin

Se você achou interessante, compartilhe :-)

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp

PROSPECÇÃO B2B

Otimize o tempo de seus executivos comerciais com os nossos serviços de agendamento de reuniões.

Artigos recentes

AGENDAMENTO DE REUNIÕES QUALIFICADAS

SERVIÇOS DE PROSPECÇÃO CORPORATIVA

Dedique seu tempo onde ele te trará o maior retorno: Em uma sala de reuniões com os melhores potenciais clientes do seu mercado.