Listas

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Listas

  • Lista de clientes
  • Ex-clientes
  • Leads
  • Lista baixada do Linkedin
  • Lista digitada dos cartões de visita
  • Lista adquirida no mercado
  • Lista digitada da 100 maiores e melhores

Qual dessas é a melhor para eu vender meu produto?

A de leads, claro.

Por definição lead é uma pessoa que mostrou interesse em conhecer melhor sua solução para possível aquisição.

Mas devem ser leads quentes. Se sua lista de leads tem alguns meses de vida, pode reclassificá-la como prospects, ou seja, pessoa com potencial interesse.

Lead nasceu? Pegue imediatamente no colo, meça o peso, limpe o rostinho e dê carinho. Imediatamente.

Suas chances de engatar serão muito maiores do que se você deixar para o dia seguinte.

Para gerar mais leads: Prospecção e campanhas (Facebook, Adwords e Linkedin, nessa ordem.). Prepare-se para investir. E se acertar, prepare-se para investir mais para entrar em escala. Assunto para outro artigo.

Ok, a lista de leads acabou.

Qual é a próxima?

Lista baixada no Linkedin.

Baixe lá. Veja quem tem a ver com a sua solução.

E por favor, por favor!! Antes de começar a abordagem, pense no que vai oferecer.

Seja agudo: “Tenho isso. Isso pode resultar X para você. Se tiver interesse faça Z.”

Não quero você dando uma de amador abordando as pessoas com coisas do tipo: “Oi Sou fulano. Nossa empresa nasceu da junção de duas pessoas e blá blá blá… Hoje somos X funcionários espalhados em Y cidades e contamos com tecnologia e blá blá blá.. temos excelente qualidade e preço e atendemos Y e Z. Gostaria de agendar uma reunião para mostrar nossas capacidades e quem sabe te ajudar.”

Sei que você não faz essas coisas. (Não o faça!!)

Seja pontual e certeiro.

Veja na sua lista quem mais poderia precisar de você e do que você oferece.

Aborde.

“Ah tenho medo de me queimar.”

Isso se chama medo de vender.

Toda vez que eu tive esse pensamento lembrava da minha minha filha me trazendo os folders do colégio com as possibilidades de estudo em faculdades especializadas. Ou na minha mãe, planejando ficar perto dos filhos e necessitando de apoio.

“Sabe filha, papai não pode viabilizar esse seu projeto porque papai é um cagão e tem medo de vender. Sabe mãe, não poderei ajudar porque tenho medo de falar com as pessoas e oferecer algo que possa ajudá-las”

Com esse pensamento você derruba paredes quando necessário.

Outra coisa.

“Queimar sua imagem?” O que seria exatamente “queimar sua imagem”?

Qual imagem?

A partir do momento que se tem esse pensamento, estamos mais preocupados com o que pensam da gente do que com os resultados que geramos.

Portanto erradicados estão todos os medos de abordar.

Voltando.

Aborde. Envie uma mensagem pontual dentro do Linkedin e aguarde. Não fique cobrando retornos. Isso sim, detona seu posicionamento.

Outra coisa, muito importante.

Não copie e cole. Crie uma mensagem para cada contato, personalizando sua solução com a empresa dele.

Repito: Não copie e cole. Escreva como se estivesse falando com a pessoa.

Repito: Não copie e cole. Escreva algo pessoal.

Está com preguiça? Você acha que está dando muito trabalho?

Pense no porque você precisa vender.

Agora vamos atacar a lista de clientes. Aqueles que compraram recentemente de você.

Antes de atacar com mais uma oferta e enviar um e-mail genérico para todos, pare e pense.

Você tem se relacionado com essa lista? Tem enviado outras coisas a não ser ofertas. Tem falado com essas pessoas? Ou seja, é uma lista de relacionamento ou uma lista de CNPJ extraída do seu sistema de emissão de NF?

Se é uma lista ativa de relacionamento, manda bala na sua oferta. Se é uma lista fria, não o faça de forma genérica.

Escolha alguns clientes e aborde pessoalmente, via telefone, seguido de um e-mail pessoal.

Escolha os de maior potencial em termos de volume e aborde vários todos os dias (se você tiver muitos). Dá para fazer uns 50 por semana.

Depois vem a lista de prospects.

Você pode gerar essa lista no seu Linkedin, usando filtros para tamanho, segmento e localização das empresas e função/cargo das pessoas.

Gerada a lista, você precisa do telefone das empresas e começar a abordar.

É um trabalho massivo, repetitivo, precisa de paciência, mas é o que fará sua mensagem chegar às pessoas mais propícias a comprar, do que qualquer outro canal.

Como apoio, você utiliza o e-mail e contatos pontuais dentro do Linkedin.

Espere 2 a 5% de geração de leads de uma lista fria em menos de 30 dias.

Isso tudo, considerando que você tem um produto pertinente a oferecer.

Não vai me sair na floresta querendo pegar búfalo com um estilingue!

Vamos caçar e trazer a comida para a aldeia. Com estratégia, mapas, mantimentos, armas e munição.

E onde você ouvir tiro, há caça. Venda onde há mercado.

Organize tudo em uma única planilha que te dará visão granular e sistêmica com, no máximo, dois cliques.

Mais uma coisa.

Vou te dar duas vantagens competitivas que custam zero para você.

Uma.

Elimine da sua vida todos os noticiários (TV, rádio, internet), inclusive tudo que apita no seu celular.

Ganho: 2 a 3 horas úteis por dia e uma cabeça mais limpa.

Outra.

Tenha um pensamento binário (zero ou um).

Pergunte-se: Isso agrega ao meu business? Essa pessoa pode se beneficiar do meu produto? Essa tarefa agrega realmente à minha empresa? Se a resposta for não ou talvez, elimine o assunto do seu radar. Expurgue-o.

Se a resposta for SIM, abrace-o e cuide para que se realize.

Pronto. Ganhamos mais foco e mais 2 horas por dia.

Listas tratadas com foco, geram negócios. Muitos.

Aí sim podemos dispersar onde e quando quisermos e por quanto tempo nos der na telha.

Porque sabemos que quando voltamos, o fazemos para valer, certo?

Stavros Frangoulidis
Stavros Frangoulidis
Fundador e CEO da PaP Solutions ⚡ Vamos conectar também no Linkedin

Se você achou interessante, compartilhe :-)

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp

Anúncio

Um livro que pode salvar um ano de vendas da sua empresa. Conheça!

Artigos recentes

Dicas

Friend zone

“Friend zone” ou zona da amizade é um termo popular que refere-se a um situação onde uma pessoa quer um relacionamento romântico, ao contrário da outra que somente quer apenas amizade. Acontece muito. E pode durar anos de sofrimento. Analogamente nos negócios corporativos poderíamos ter um termo como “waste zone” ou zona do desperdício onde

Leia mais »
Dicas

Vendendo soluções complexas

Por complexo quero dizer: Mexe com dados sensíveis É intrusivo em diversas áreas dentro da empresa Implementação pode ser longa Retorno vem em longo prazo Alto investimento Consultorias diversas, infra em tecnologia da informação, serviços jurídicos estruturados, serviços financeiros estruturados, bens de capital para indústria, imóveis entre outros são produtos e serviços que de alguma

Leia mais »

AGENDAMENTO DE REUNIÕES QUALIFICADAS

SERVIÇOS DE PROSPECÇÃO CORPORATIVA

Dedique seu tempo onde ele te trará o maior retorno: Em uma sala de reuniões com os melhores potenciais clientes do seu mercado.

Rolar para cima

Este website usa cookies para proporcionar uma melhor experiência de uso aos nossos visitantes.

Está pensando em captar novos clientes?

Se você estiver em um momento de busca de novos clientes para sua empresa, temos uma sugestão: A leitura do livro “A Melhor Prospecção de Clientes Corporativos de Todos Os Tempos”. É um manual com 70 práticas testadas e exposição de 5 cases, no mercado brasileiro e internacional. Escrito por Stavros Frangoulidis.