Porque não responderam ao seu e-mail?

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Porque não responderam ao seu e-mail?

Reunião com cliente em potencial. Tudo parecia ter corrido bem. Você “arrasou” na reunião. O cliente ficou encantado com sua apresentação.

Pediu para que você mandasse mais informações. E foi o que você fez assim que saiu de lá.

Mas, isso foi há quatro dias … E nada! O cliente encantado não retornou.

O que houve?

Analise o assunto do e-mail

Quando eu digo, “analise o assunto”, não me refiro ao título do e-mail.

O que deve ser analisado é o conteúdo do e-mail enviado. Você “dissertou” sobre os produtos e serviços da sua empresa ou você falou sobre a situação do cliente e como pode ajudá-lo a resolver as coisas?

O erro comum que vejo é um desejo de reforçar o quão capacitado você é, em vez de se concentrar nos problemas que o seu cliente ou prospect está enfrentando.

Cada fornecedor pode compartilhar inúmeras histórias de como sua empresa é brilhante. No entanto, aquele que melhor demonstrar o seu entendimento da situação do cliente será provavelmente o fornecedor escolhido.

Um exemplo pode ajudar

Qual dos dois exemplos a seguir chamaria a sua atenção?

Exemplo 1:

Caro Chris,

Foi um prazer te conhecer.

Como você pôde ver, eu e minha equipe aqui da XZY Corporação, temos muita experiência e conhecimento para ajudá-lo a enfrentar os desafios que você descreveu.

Já capitaneamos muitos projetos como seu. Anexei os currículos de alguns dos nossos colaboradores; pessoas super-inteligentes que poderiam trabalhar em seu projeto.

Repare que cada currículo é mais impressionante do que o outro.

Enviamos também o contrato para sua análise. Depois de assinado, podemos disponibilizar os colaboradores para o seu projeto. Vamos nos planejar para começar nas próximas duas semanas.

Exemplo 2:

Caro Chris,

Obrigado por compartilhar conosco os detalhes sobre sua situação.

Certamente você tem alguns desafios pela frente.

Tendo trabalhado com sucesso com vários clientes em situações semelhantes, ficamos muito impressionados com a forma como você já se adiantou e estabeleceu algumas medidas para reduzir o risco de resultados indesejados.

Durante a nossa reunião, você deixou claro porque o tempo é essencial na solução deste problema nos próximos meses.

Se você gostaria de contar conosco para esse desafio, e se cumprir este prazo é fundamental, então devemos começar no máximo em duas semanas. Por favor, fale-me como devemos proceder em conjunto para que isso aconteça.

Ambos os exemplos falam sobre a situação do cliente. No entanto, observe como o primeiro exemplo é centrado na equipe do fornecedor, ao passo que o segundo centra-se na situação do cliente.

Embora pareça uma diferença sutil, essa mudança é o que coloca você e seu cliente do mesmo lado da mesa.

O Exemplo 2 é uma versão muito mais eficiente.

Lembre-se de como os executivos tomam decisões

Na tomada de decisões sobre contratações, o decisor toma como parâmetro número um, a necessidade do produto ou serviço sendo adquirido. Lógico.

“Por que precisamos disto” ou “Esta aquisição nos ajuda a resolver qual problema que temos hoje?” são duas perguntas chave.

Ao escrever sobre a situação do cliente ou o problema sendo enfrentado por ele no seu e-mail, o cliente associa o seu e-mail com a resolução do problema.

Se você concentrar na sua equipe e nas qualificações dela, o e-mail apenas retrata alguém tentando vender “seu peixe”.

Isso também implica que durante as reuniões com o potencial cliente você precisa dedicar seu tempo discutindo a situação dele, ao invés de falar sobre suas qualificações.

Por mais que você goste de falar sobre a sua empresa e a capacitação dela, o tópico favorito do seu cliente, é ele mesmo.

Quando confrontado com essa escolha, prefira o cliente. Quanto mais você puder se concentrar nos desafios e resultados desejados por ele, mais confortável ele se sentirá ao buscar a sua ajuda.

Ironicamente, quanto mais você concentrar sua atenção nas necessidades dele, menos ele sentirá a necessidade de perguntar e questionar sobre suas qualificações.

Então, esqueça quem você é e lembre onde você pode agregar na solução para ele, cliente.

É a sua vez

Que abordagem você usa para e-mails de follow-up para os clientes em potencial? Está dando certo?

Na prática

  1. Centre sua conversa com o potencial cliente, nele.
  2. Controle a vontade de falar de si e de sua empresa. Seu interlocutor vai reter 10%, no máximo, do que você falar de si mesmo.
Stavros Frangoulidis
Stavros Frangoulidis
Fundador e CEO da PaP Solutions ⚡ Vamos conectar também no Linkedin

Se você achou interessante, compartilhe :-)

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp

Anúncio

Um livro que pode salvar um ano de vendas da sua empresa. Conheça!

Artigos recentes

Conceitos

Temperatura dos seus públicos

Independentemente daquilo que você quer vender, atualmente há que se considerar a temperatura dos seus públicos. Públicos frios Inconscientes do problema. Públicos mornos Conscientes do problema e da solução. Conscientes da solução. Públicos quentes Conscientes do problema e da solução. Conscientes da sua empresa. Por exemplo. Suponhamos que nossa empresa venda serviços jurídicos. Somos um

Leia mais »
Dicas

Públicos não respondentes

Sempre me intrigou o fato de obter apenas 1 a 3% de conversão de clientes tomando por base uma lista de prospects fria. Se você começa com uma lista de 100 empresas, depois de finalizar o trabalho de prospecção, obterá ao redor de 3 a 6 leads e 1 a 2 clientes, ou seja, ficam

Leia mais »

AGENDAMENTO DE REUNIÕES QUALIFICADAS

SERVIÇOS DE PROSPECÇÃO CORPORATIVA

Dedique seu tempo onde ele te trará o maior retorno: Em uma sala de reuniões com os melhores potenciais clientes do seu mercado.

Rolar para cima

Este website usa cookies para proporcionar uma melhor experiência de uso aos nossos visitantes.

Está pensando em captar novos clientes?

Se você estiver em um momento de busca de novos clientes para sua empresa, temos uma sugestão: A leitura do livro “A Melhor Prospecção de Clientes Corporativos de Todos Os Tempos”. É um manual com 70 práticas testadas e exposição de 5 cases, no mercado brasileiro e internacional. Escrito por Stavros Frangoulidis.