Precisando de um contrato novo

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Era uma terça feira cinzenta quando saí da minha última reunião com um cliente que representava 90% do faturamento da minha empresa.

Fui avisado que o contrato seria encerrado em 60 dias. Era o ano de 2008.

Depender de um cliente é extremamente perigoso. Disso eu sabia. Mas nada que eu tinha feito (e creio que não tenha tentado o suficiente) surtiu resultado para diluir sua participação no faturamento.

Claro que há um certo relaxamento quando se tem um cliente por anos pagando toda a fatura. É melhor ter um cliente desses do que não ter nenhum.

Mas quando esse cliente vai embora, vem um problemaço. Não há tempo para repor a perda de receita.

A sensação é a mesma de uma demissão. É até pior. Pois quando uma empresa quebra, por falta de clientes, todos são demitidos e famílias sofrem.

Faturamento insuficiente leva a endividamento, queima de reservas e perda de patrimônio.

É uma situação que queremos distância.

Mas infelizmente acomete uma grande parte de empresas que operam no modelo B2B, ou seja, vendem para outras empresas.

Quando isso aconteceu comigo, comecei a prospectar e ligar para dezenas de empresas. Ao mesmo tempo comecei a participar de todos os eventos de negócios e câmaras de comércio.

Fui em um evento de uma empresa onde se comemorava seu aniversário. Fui sozinho e comecei a conversar com todas as pessoas que estivessem a 2 metros de mim.

Simplesmente abordava com um “Oi, meu nome é Stavros, sou da PaP Solutions. Está gostando do evento?”

A simples troca de cartões com um desses interlocutores abriu uma porta que mais tarde, descobri, salvaria minha empresa.

Devido a efusiva prospecção que empreendi, ligando para todos os cartões que recebia nos eventos, fechei mais dois negócios. E nunca mais parei.

Passaram-se muitos anos desde então.

Nos dois últimos, por conta dos cursos, palestras e mentorias, lidei com mais de 2 mil empresários e empreendedores e tenho segurança em afirmar que mais de 50% dos problemas com faturamento é a sua concentração em um ou dois clientes.

E, há alguns anos, foi exato motivo que quase me vitimou como empresário: A perda de uma grande conta.

Hoje nosso maior cliente representa 3% do faturamento total.

E para tanto prospectamos e nunca mais paramos com a prospecção.

Faça chuva, faça sol, na lata e na baixa batemos perna no mercado atrás de clientes. O tempo todo.

Telefone, e-mail, redes sociais, eventos, reuniões.

Stavros Frangoulidis
Stavros Frangoulidis
Fundador e CEO da PaP Solutions ⚡ Vamos conectar também no Linkedin

Se você achou interessante, compartilhe :-)

Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Anúncio

Artigos recentes

Técnicas

Insistência

Anos 1960-1980 As vendas eram territoriais. Ou você vendia para aquelas casas, indústrias e armazéns da sua região designada ou não cobria a sua meta. Então tocar na campainha 100 vezes durante um mês era mandatório. Você vendia pela insistência. Anos 1980-2000 Entra em cena o telefone e os call centers, seja para vender para

Leia mais »
Técnicas

Treinamento de produto

Vamos separar claramente as duas fases da captação de clientes corporativos. PRIMEIRA: GERAÇÃO DE LEADS Nessa fase você aborda um mercado com potencial e faz uma oferta, seja para agendar uma reunião e apresentar soluções, seja um skype call para tratar das possibilidades de soluções para potenciais problemas do seu mercado. Nessa fase, de 0 a 10,

Leia mais »

AGENDAMENTO DE REUNIÕES QUALIFICADAS

SERVIÇOS DE PROSPECÇÃO CORPORATIVA

Dedique seu tempo onde ele te trará o maior retorno: Em uma sala de reuniões com os melhores potenciais clientes do seu mercado.