Alavancando sua marca em 5 etapas na produção de conteúdo

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

É comum as pessoas procurarem por informações consistentes e atualizadas com o objetivo de impulsionar seus negócios. Por isso o marketing de conteúdo deve estar sempre atento às novidades a fim de suprir as necessidades dos seus públicos-alvo.

Ao produzir conteúdo, considere a real importância do material para quem está na outra ponta. Esse material tem valor para o seu prospect? Para o seu cliente?

A qualidade da informação, em termos de valor percebido, é que fará a diferença, assim como a relevância. A regularidade também vai contar pontos para que sua marca seja sempre lembrada positivamente. Por regularidade, quero dizer, consistência. Se você planejar publicar um artigo por semana, então consistência é ter um artigo publicado por semana, 4 por mês, 52 por ano.

Dá um trabalhão. Mas você terá sua marca na mente dos seus públicos-alvo, de uma forma muito positiva. E uma vez criada afinidade com sua marca, o cliente é seu.

1. Determine o seu público-alvo

É essencial identificar o público alvo e produzir o que irá atender melhor seus interesses. Por exemplo, um conteúdo, ainda que relevante, sobre dicas para preparar um bom churrasco parecerá ridículo se cair nas mãos de vegetarianos. Portanto, muito cuidado e critério.

Já se tornou corriqueiro recebermos em nossa caixa de entrada mensagens que não tem nada a ver com nosso perfil, deixando clara a impressão de que foi produzida e disparada de forma genérica. Um erro primário mas muito repetido. Então, defina quem você quer atingir e mãos à obra para montar um conteúdo de valor.

A efetivação da uma venda é uma parte de um processo que começou na primeira abordagem, ou seja, na primeira comunicação. Portanto, tudo tem que ser pensado e bem planejado para alinhar conteúdo e público. Pois tratamos aqui de converter público leitor em clientes.

O que seu potencial cliente procura? O que ele realmente necessita? Quais são seus interesses? As respostas a essas perguntas balizarão o que você precisará produzir de conteúdo.

2. O conteúdo correto em cada etapa da aproximação

Depois defina quantos passos serão necessários para que a venda aconteça e cuide para quem em cada etapa seu prospect receba o conteúdo mais apropriado. Chamamos isso de funil de vendas.

Ele perceberá que você sabe com quem está falando e que ele não é apenas mais um na sua base de dados. Essa é uma percepção que todos devemos almejar no trato com os prospects.

A informação que é passada é tão importante quanto a personalização do conteúdo, assim como a clareza e a confiança.

O conteúdo deve envolver o seu prospect com experiências e fazê-lo “participar” da história, se identificando com as mesmas necessidades. Essa é comprovadamente a estratégia vencedora.

Seu objetivo é fazer com que seu leitor (prospect) “entre” na história. Sinta-se identificado com o que está lendo ou vendo.

Apresente sempre todos os benefícios oferecidos pelo seu produto, bem como os ganhos de outros clientes ao utilizá-los; dados que comprovem seu custo x benefício e testemunhais de clientes para validar seu “discurso”.

3. Use elementos gráficos para ampliar a sua mensagem

Utilize imagens que mostram os benefícios de seu produto. Melhor ainda se for um cliente satisfeito, falando sobre os seus ganhos ao utilizar o que você vende.

Pesquisas confirmam em números absolutos que mensagens compostas com recursos visuais prendem muito mais os consumidores. Especialmente as onlines. Claro que a imagem deve estar em total sintonia com a mensagem que se quer passar.

Utilize todos os recursos digitais (vídeos, animações, infográficos, etc.) para que seu cliente sinta-se o mais atraído possível e assimile sua mensagem.

Um material planejado, com bom conteúdo, dinâmico e bem dirigido tem tudo para levar seu cliente a interagir. E é isso que queremos.

4. Seja claro no que você quer que seu leitor faça

Seja claro no que deseja que seu cliente faça. A ação dele dependerá muito mais da clareza de sua mensagem e da confiança que ela transmite.

Obviamente, quanto melhor for o entendimento dele sobre o seu produto e de como fazer para adquiri-lo, maiores serão as chances da sua conversão em venda.

5. Propague

Quando sentir que seu conteúdo está “redondo” é hora de propagá-lo, dar visibilidade à sua marca e aguardar a colheita da boa semente plantada. Faça um “share” do link de sua publicação para suas redes sociais, predominantemente, Linkedin, Facebook e Twitter.

Faça isso de forma consistente e você terá construído algo que não se compra na esquina: Notoriedade.

Algo que alavancará suas vendas exponencialmente.

Stavros Frangoulidis
Stavros Frangoulidis
Fundador e CEO da PaP Solutions ⚡ Vamos conectar também no Linkedin

Se você achou interessante, compartilhe :-)

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp

Anúncio

Artigos recentes

Fatos

Isaac Newton

O que mais me intriga na biografia de Isaac Newton foi o tempo que ele dedicou aos estudos de assuntos nada científicos, mas dos quais nasceram as teorias que mudaram o nosso mundo. Poucos dias antes da sua morte, Isaac Newton, queimou centenas de seus manuscritos. Ele foi o pai da ciência moderna e da

Leia mais »
Dicas

O Quanto da prospecção

1. Quanto tempo eu aguardo por uma resposta de uma proposta enviada? Indefinido. Deixe a proposta expirar. Não fique cobrando respostas pois isso acaba com sua imagem. Use um processo de follow up que agregue valor ao seu lead, mas sem fazer cobranças de retornos. 2. Quanto tempo espero no telefone para ser atendido? Se

Leia mais »

AGENDAMENTO DE REUNIÕES QUALIFICADAS

SERVIÇOS DE PROSPECÇÃO CORPORATIVA

Dedique seu tempo onde ele te trará o maior retorno: Em uma sala de reuniões com os melhores potenciais clientes do seu mercado.

Rolar para cima

Este website usa cookies para proporcionar uma melhor experiência de uso aos nossos visitantes.