Treinamento de produto

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Vamos separar claramente as duas fases da captação de clientes corporativos.

PRIMEIRA: GERAÇÃO DE LEADS

Nessa fase você aborda um mercado com potencial e faz uma oferta, seja para agendar uma reunião e apresentar soluções, seja um skype call para tratar das possibilidades de soluções para potenciais problemas do seu mercado.

Nessa fase, de 0 a 10, você precisa conhecer e se aprofundar em “produto” até o grau, 4 ou 5.

Veja, sua “venda” aqui é agendar um call ou uma reunião. O que você precisa dominar é 2 ou 3 benefícios específicos que sua solução provê e utilizar um processo que passe esses benefícios para o máximo número possível de prospects por dia.

Ao contrário do que possa parecer, ter um conhecimento profundo sobre as soluções propostas, pouco vai te ajudar nesse processo de aproximação com o mercado.

As empresas que mostrarem interesse, mesmo que mínimo no começo, são consideradas leads.

SEGUNDA: CONVERSÃO DE LEADS EM CLIENTES

Aqui sim. A pessoa que cuidará dessa conversão, precisa ser uma conhecedora exímia dos produtos, soluções, implementação, operação etc.

Haverá reuniões, dúvidas, sabatinas, apresentações, propostas comerciais, termos, checklists, minutas de contrato, negociação, prazos e tal.

É necessário colocar as pessoas mais conhecedoras de produto nessa fase, pois a transmissão de confiança, é um dos principais fatores de fechamento de negócios.

Agora que temos esses papéis bem definidos e distintos, vamos organizar a questão do treinamento de produto.

São duas informações básicas que o prospector (aquele que gera os leads) precisa dominar:

1. Os principais benefícios da solução proposta e
2. O diferenciais em relação à concorrência.

Lembrando que o prospector tem a missão de “vender” o agendamento da reunião ou call.

Nesse contexto, o prospector deve saber passar esses benefícios e diferenciais com ênfase no aprofundamento que poderá ocorrer na reunião a agendar.

Já o conversor, aquele que conduzirá a reunião até seu fechamento precisa ser aquele que melhor domina os produtos da empresa. Se for, o dono, que seja ele a conduzir as reuniões de conversão.

A pessoa que converte precisa passar segurança para o lead. Máxima segurança e convicção no que fala e promete.

Portanto, quando falamos em treinamento de produto, devemos indicar para quem é esse treinamento de modo a não perder tempo com aprofundamentos que serão desnecessários.

Stavros Frangoulidis
Stavros Frangoulidis
CEO da PaP Solutions ⚡ Vamos conectar também no Linkedin

Se você achou interessante, compartilhe :-)

Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

AGENDAMENTO DE REUNIÕES QUALIFICADAS

SERVIÇOS DE PROSPECÇÃO CORPORATIVA

Dedique seu tempo em uma sala de reuniões com os melhores potenciais clientes do seu mercado

Rolar para cima